McCain pede à China libertação de tibetanos

O virtual candidato republicano às eleições presidenciais nos Estados Unidos, John McCain, pediu à China que liberte prisioneiros tibetanos e atente para as preocupações com o seu desempenho em relação aos direitos humanos. A declaração foi feita nesta sexta-feira, depois de um encontro com o líder espiritual do Tibete, o Dalai Lama, em Aspen, no Estado americano do Colorado.

BBC Brasil |

Os Jogos Olímpicos de verão, que começam no mês que vem em Pequim, seriam uma boa oportunidade para que o governo chinês demonstre seu respeito aos direitos humanos, disse McCain, segundo a agência de notícias EFE.

"Peço ao governo chinês que ponha em liberdade os presos políticos tibetanos, dê conta dos que 'desapareceram' desde os protestos de março e entre em um diálogo significatio sobre uma genuína autonomia para o Tibete", disse McCain.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG