McCain minimiza maus resultados em últimas pesquisas

Washington, 2 out (EFE).- O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, afirmou hoje que a vida não é justa, em resposta a sua queda nas pesquisas após o agravamento da crise financeira nos Estados Unidos.

EFE |

O site Real Clear Politics, que realiza uma média das diferentes pesquisas, coloca hoje o candidato democrata, Barack Obama, na frente, com uma vantagem de 5,8 pontos em relação a McCain.

Outra enquete divulgada ontem apontava também o democrata como vencedor em Ohio, Pensilvânia e Flórida, três dos 12 estados que se acredita que sejam fundamentais para definir o vencedor no pleito de 4 de novembro.

McCain minimizou hoje importância de sua desvantagem e brincou sobre o tema em uma entrevista ao canal de televisão "Fox News".

"A vida não é justa", disse sorrindo.

"Vamos bem (...) estávamos na frente nas pesquisas e depois caímos, e depois ficamos em cima, e depois abaixo (...) não podemos nos preocupar com isso que ocorre todo dia", acrescentou.

"Temos muito trabalho a fazer", disse McCain. EFE tb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG