McCain faz cirurgia para retirada de sinal do rosto

Washington, 28 jul (EFE).- O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, que já teve câncer de pele, disse hoje que dermatologistas retiraram um pequeno sinal de seu rosto durante uma de suas revisões médicas.

EFE |

"Disseram-me que estava bem", afirmou McCain em referência a seu médico durante declarações à imprensa na Califórnia, ao que acrescentou que o pequeno pedaço de pele será submetido à biópsia para "comprovar que tudo está bem".

O candidato republicano disse que seu médico está "absolutamente" certo de que não se trata de nada importante.

McCain se submeteu à operação hoje em Phoenix (Arizona) durante uma das revisões que realiza a cada três meses.

O candidato teve quatro melanomas malignos e foi operado em três ocasiões (1993, 2000 e 2002).

A cirurgia mais delicada foi realizada em 2000, quando foi detectado com um melanoma invasivo de uma profundidade de 2,2 milímetros, que lhe deixou com uma visível cicatriz na face esquerda.

Os especialistas que o tratam asseguraram em maio que, por já terem passado oito anos desde que foi detectado com o melanoma invasivo, as possibilidades de que se repita diminuíram e insistiram em que o senador desfruta de uma saúde "excelente".

McCain recomendou hoje a seus compatriotas que se protejam frente aos efeitos prejudiciais do sol e que façam revisões médicas quando descobrirem manchas suspeitas ou despigmentação.

"Mantenham-se longe do sol tanto quanto puderem e usem proteção", afirmou, antes de acrescentar que o melanoma pode ser prevenido. EFE tb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG