McCain e Talabani acreditam em acordo sobre presença americana no Iraque

Washington, 28 jul (EFE).- O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, e o presidente iraquiano, Jalal Talabani, mostraram-se hoje otimistas diante da possibilidade de um acordo sobre a presença militar americana no país árabe.

EFE |

Ambos se reuniram em um hotel de Washington para analisar as perspectivas do acordo que é negociado entre os dois países para assentar as bases da presença militar americana assim que o prazo dado pela ONU para a manutenção das tropas no país árabe expirar.

Talabani já analisou a questão na quarta-feira passada com o presidente dos EUA, George W. Bush.

"Tenho confiança em que os dois países, como nações soberanas, alcançarão um acordo que beneficie os interesses dos EUA e os interesses do Iraque", disse McCain, que se declarou "animado" com os progressos alcançados nos últimos meses no Iraque.

No entanto, afirmou que o progresso é "frágil" e "resta muito trabalho a fazer".

Já Talabani destacou que na reunião havia destacado "a etapa de êxito" no Iraque a "um velho amigo", o senador McCain.

O presidente iraquiano se mostrou otimista com a possibilidade de um acordo sobre a presença militar dos EUA, mas lembrou que ambos os Governos devem decidir sobre a questão.

Atualmente, os EUA mantêm cerca de 150 mil soldados no Iraque.

Talabani disse ser favorável à manutenção de "pelo menos algumas bases militares como símbolo", a fim de impedir que outros países possam "ingerir" nos assuntos internos iraquianos, em aparente alusão ao Irã.

EUA e Iraque sugeriram fechar o acordo sobre a presença das tropas para julho, embora as negociações tenham sido marcadas pelas objeções de legisladores iraquianos, que disseram que o pacto viola a soberania do país árabe. EFE mv/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG