McCain e Palin discordam sobre casamento homossexual

Washington, 20 out (EFE) - A candidata republicana à Vice-Presidência dos Estados Unidos, Sarah Palin, discordou hoje do candidato presidencial, John McCain, sobre a forma de proibir o casamento homossexual. Os dois se opõem a esse tipo de uniões, mas a governadora do Alasca insistiu em que deveria ser proibida pelas autoridades federais, ao contrário de McCain, que destaca que a medida deveria ser uma prerrogativa de cada estado. Votei junto à enorme maioria dos cidadãos de Alaska...

EFE |

em favor de uma emenda que defina o casamento como só de um homem e uma mulher. Deveria ser decidido em nível federal. Não apoio o casamento homossexual", disse Palin em entrevista para a Rede Cristiana de Radiodifusão.

A rede divulgou hoje trechos da entrevista, que será transmitida na íntegra nesta terça-feira.

Por sua parte, o senador do Arizona disse em reiteradas ocasiões que também defende uma emenda que proíba o casamento homossexual em seu estado.

No entanto, destacou que se opõe a que essa definição seja federal, porque usurparia o direito dos estados na questão.

Palin disse ser uma mulher cristã conservadora e, em setembro, o candidato presidencial democrata, Barack Obama, defendeu as crenças religiosas e afirmou que seria "ofensivo" pensar que sua fé é equivocada.

Por sua parte, a governadora do Alasca disse também na entrevista que rejeitaria qualquer expressão de violência por parte de seus seguidores contra Obama.

"Isso é inaceitável", disse, em referência a notícias sobre que há duas semanas um de seus partidários tinha gritado que queria "matar" Obama. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG