McCain e Obama festejam libertação de reféns das Farc

Washington, 2 jul (EFE) - Os candidatos à Casa Branca, John McCain e Barack Obama, expressaram hoje sua alegria com a libertação de 15 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), entre eles três americanos e a ex-aspirante presidencial colombiana Ingrid Betancourt. McCain, que hoje concluiu uma visita à Colômbia e se dirigiu para o México, disse estar feliz com o êxito da arriscada operação militar que permitiu a libertação dos seqüestrados, indicou seu escritório em Washington através de um comunicado. Ele acrescentou que o senador republicano pelo estado do Arizona falou por telefone com o presidente colombiano, Álvaro Uribe, para felicitá-lo, assim como aos militares e à nação. É uma grande notícia. Agora, devemos renovar nossos esforços para libertar todos os outros reféns inocentes, disse McCain, segundo o comunicado.

EFE |

Por sua parte, Obama se uniu à comemoração pela liberdade dos reféns das Farc, "uma organização terrorista que os manteve cativos durante tantos anos".

Em comunicado, o senador democrata por Illinois manifestou seu apoio à estratégia do presidente Uribe de não fazer concessões às Farc.

"Parabenizo o presidente Uribe e o Governo colombiano. Expresso minha gratidão a todos os que ajudaram neste resgate", ressaltou.

O candidato democrata à Casa Branca também prometeu que fará de "tudo para assegurar o êxito de futuros esforços para libertar os reféns das Farc e para derrotar esta organização terrorista". EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG