McCain diz que Palin devolveu um terço das roupas compradas pelo partido

Washington, 26 out (EFE) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, afirmou hoje que a aspirante a vice em sua chapa, Sarah Palin, devolveu um terço das roupas compradas pelo partido desde o começo de setembro e que somavam US$ 150 mil. Palin leva uma vida austera, disse McCain no programa Meet the Press da emissora de televisão NBC. Ela e sua família não são ricos, destacou.

EFE |

"Ela e sua família foram envolvidas nisto, e algo em torno de um terço do dinheiro foi devolvido, o resto será doado a obras de caridade", acrescentou o senador do Arizona.

Por sua vez, em uma apresentação pública em Iowa, Palin ironizou as críticas às suas compras de roupa e maquiagem e disse que "o país tem coisas mais importantes de que se ocupar".

Na semana passada, os registros de gastos do Comitê Nacional Republicano mostraram que, desde que, no início de setembro, a convenção nacional indicou Palin como candidata a vice na chapa de McCain, a governadora do Alasca tinha gastado US$ 150 mil em cabelo, maquiagem, sapatos, roupas e acessórios.

Um porta-voz da campanha de McCain afirmou hoje que "um terço de tudo isso foi devolvido, em alguns casos porque as peças eram do tamanho errado, ou por outras razões".

Por sua vez, Tracey Schmitt, porta-voz da campanha de Palin, disse que algumas das roupas foram devolvidas depois da convenção nacional e "boa parte das peças restantes não foi usada".

McCain acrescentou em sua entrevista, que será exibida na íntegra hoje à noite, que "os americanos se preocupam agora com se vão ficar com suas casas, se terão emprego, se poderão pagar por seu seguro médico, se sairemos deste poço no qual estamos".

"Os americanos querem mudanças", acrescentou. "Querem reforma.

Palin é modelo para milhões e milhões de pessoas". EFE jab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG