Por Steve Holland PHOENIX (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, vai divulgar 400 páginas de registros médicos, numa tentativa de tirar qualquer dúvida sobre sua saúde e habilidade para governar o país.

McCain completa 72 anos em agosto, sendo o mais velho a ser eleito caso vença a eleição de novembro.

A fonte de preocupação para muitos norte-americanos em relação a MCain é sua idade. O republicano tem se dedicado a responder qualquer pergunta com a busca por uma campanha vigorosa, mas até agora não deu mais detalhes sobre sua saúde.

Mas neste fim de semana McCain irá fazê-lo sob rigorosas circunstâncias. Um pequeno grupo de jornalistas poderá estudar os relatórios médicos por três horas em uma sala de conferência de um hotel perto da Mayo Clinic, no Arizona. Eles podem fazer anotações, mas não podem tirar cópias dos documentos.

Em 2002, o senador pelo Arizona se submeteu a uma cirurgia na face por conta de um melanoma, um tipo potencialmente letal de câncer de pele. A cirurgia deixou uma notória cicatriz no rosto de McCain.

Seu corpo também traz cicatrizes dos cinco anos e meio que passou como prisioneiro durante a guerra do Vietnã. Ele sofreu fraturas quando seu avião foi abatido em Hanói e, como prisioneiro, era agredido regularmente.

Os relatórios devem incluir detalhes sobre a cirurgia de retirada do melanoma. Os laudos trazem avaliações do período de 2000 a 2008. McCain se submete a uma bateria de exames regulares e não foi encontrado nenhum problema.

'Creio que o resultado será obviamente, como todos vocês vêem, excelente', disse McCain sobre sua saúde na quinta-feira, na Califórnia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.