Mauritânia expulsa embaixada de Israel

Por Hachem Sidi Salem e Vincent Fertey NOUAKCHOTT (Reuters) - A Mauritânia anunciou na sexta-feira que os funcionários da embaixada de Israel têm 48 horas para deixar o país. Essa nação do noroeste da África é um dos três únicos países árabes que mantêm relações com o Estado judeu, mas os contatos haviam sido congelados por causa da recente ação militar na Faixa de Gaza.

Reuters |

"As autoridades mauritanas deram aos funcionários da embaixada de Israel em Nouakchott 48 horas para deixar o país", disse uma importante fonte oficial.

Funcionários foram vistos deixando a embaixada em Nouakchott.

Outro funcionário próximo ao governante militar do país, general Mohamed Ould Abdel Aziz, dise que a expulsão é a "consequência lógica" da decisão de congelar as relações com Israel, tomada em janeiro.

"Não há nada de novo", disse essa fonte, que pediu anonimato. "Era esperado. Depois que o general Aziz tomou a decisão na cúpula de Doha, um enviado da chancelaria mauritana mandou uma carta ao embaixador de Israel para que deixasse o país."

Abdel Aziz anunciou a suspensão das relações com Israel durante a cúpula árabe de janeiro em Doha, no Qatar. Na ocasião, o próprio Qatar disse que iria suspender seus contatos com Israel, que não chegam ao status de relações diplomáticas plenas.

Além da Mauritânia, os outros países árabes que mantêm relações plenas com Israel são Egito e Jordânia.

Uma fonte da chancelaria israelense, que também pediu anonimato, disse que Israel não recebeu notificação oficial sobre a decisão de expulsar o embaixador.

"Não sabemos exatamente o que está acontecendo. Ainda estamos checando. Eles não nos disseram que pretendem expulsar nosso embaixador", afirmou.

Ele acrescentou que a decisão pode estar vinculada à visita que o líder líbio, Muammar Khadaffi, pretende fazer em breve à Mauritânia. "Talvez eles estejam apenas mostrando que são duros", disse o funcionário israelense.

(Reportagem adicional de Joseph Nasr, em Jerusalém)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG