Mauritânia condena ataque israelense que matou pelo menos 208 em Gaza

Nuakchott, 27 dez (EFE).- A Mauritânia condenou hoje o ataque militar israelense contra a população de Gaza, que causou a morte de pelo menos 208 pessoas, segundo um comunicado do Ministério de Exteriores mauritano.

EFE |

A Mauritânia é um dos três países árabes, junto com o Egito e a Jordânia, que reconhece Israel, após ter assinado o estabelecimento de relações diplomáticas em 1999.

No comunicado, o Ministério de Exteriores indicou que a "Mauritânia condena firmemente os ataques militares israelenses contra os habitantes de Gaza, que geraram centenas de vítimas entre a população inocente".

"A Mauritânia pede à parte israelense que cesse imediatamente os ataques e que apresente suas condolências e solidariedade ao povo irmão palestino", disse o Governo.

As autoridades de Nuakchott "deploram o reatamento da violência e lembram que a opção da paz é a única para solucionar esta tragédia", segundo a nota. EFE moo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG