Mau tempo impede traslado de corpo de ministro guatemalteco morto em acidente

Guatemala, 28 jun (EFE).- O mau tempo que impera nas montanhas do norte da Guatemala atrapalhou o traslado do corpo do ministro de Governo (Interior), Vinicio Gómez, que morreu na sexta-feira em um acidente aéreo junto com outras três pessoas.

EFE |

Um porta-voz dos Bombeiros Voluntários disse hoje a emissoras locais que no departamento de Baja Verapaz, onde ocorreu o acidente, continua uma chuva que impossibilitou a aterrissagem de alguns helicópteros que transfeririam os corpos à capital.

No acidente morreu, além do ministro Gómez, seu vice-ministro Edgar Hernández, o piloto do helicóptero, Mario Ávila, e o co-piloto Roni Mejía.

Até agora, as causas do acidente são desconhecidas, embora não se descarte que o mau tempo que impera na região seja o responsável.

A área onde caiu o helicóptero está coberta por um espesso nevoeiro e os corpos estão sendo transferidos a pé para uma região na qual aeronaves possam chegar para levá-los à capital, explicaram as fontes.

Segundo a Presidência guatemalteca, o chefe de Estado, Álvaro Colom, deve retornar hoje à capital depois de decidir não participar da cúpula de presidentes da América Central e do México, realizada em Tabasco.

O Governo decretou três dias de luto pela morte do ministro do Interior e as bandeiras dos edifícios públicos, entre eles o da Direção Geral da Polícia Nacional, estão hoje a meio mastro.

As autoridades estão investigando as causas do acidente que ocorreu na aldeia El Pacayal do município de Purulhá, no departamento nortista de Baja Verapaz.

Gómez e seu vice-ministro voltavam para a capital do departamento nortista de Petén, onde haviam participado de um ato de entrega de veículos para a Polícia Nacional Civil. EFE lbb/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG