Mau tempo impede resgate de aldeões em região afetada por vulcão na Colômbia

Bogotá, 25 nov (EFE) - As más condições climáticas na região afetada pela erupção do vulcão Nevado del Huila impediram a Força Aérea Colombiana (FAC) de retomar os trabalhos de resgate de aldeões isolados, disseram hoje fontes militares de Bogotá. A instituição disse em comunicado que as condições meteorológicas nessa parte do sudoeste da Colômbia não permitiram aos militares realizar novas operações de evacuação. No total, 1.157 pessoas foram resgatadas desde o fim de semana passado pela FAC, que destinou três helicópteros para a tarefa e a de transporte de ajuda humanitária.

EFE |

As aeronaves operam uma ponte aérea que tem como pontos de decolagem a localidade de La Plata, no departamento de Huila, e Popayán, a capital regional de Cauca.

Os aldeões que foram resgatados eram moradores de seis povoações de Huila e Cauca, cujos territórios e o do departamento de Tolima convergem na parte da cordilheira andina central na qual se levanta o cume do vulcão, com uma altitude de 5.364 metros acima do nível do mar.

O vulcão Nevado del Huila entrou em erupção na quinta-feira passada à noite, e o fenômeno gerou um degelo que chegou ao rio Páez.

A avalancha deixou pelo menos seis mortos e seis desaparecidos, e afetou especialmente Belalcázar, localidade com 3.200 habitantes que permanece sem comunicação por terra devido à destruição de pontes e trechos de estradas.

A FAC também mobilizou 30,5 toneladas de assistência humanitária.

EFE jgh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG