Massa tenta vitória no Japão para se manter na briga por título da F-1

Gotemba (Japão), 8 out (EFE).- O Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, 16ª etapa do campeonato, terá caráter decisivo para o piloto brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, que luta pelo título da temporada de 2008.

EFE |

Após os erros da equipe italiana na última prova, em Cingapura, Massa viu aumentar sua diferença para o líder do campeonato, o inglês Lewis Hamilton. O piloto da Mclaren tem 84 pontos, contra 77 do paulista.

Para não dar chances ao azar, a escuderia de Maranello voltará a usar o "pirulito", equipamento usado pelos mecânicos para informar ao piloto quando este deve deixar os boxes.

Na última corrida, em Cingapura, a Ferrari utilizou um sinalizador eletrônico, que após ser acionado antes da hora, fez com que Massa arrancasse com carro mesmo com o reabastecimento em andamento.

O erro também custou a liderança do Mundial de Construtores, que agora tem a Mclaren na ponta. Os italianos fizeram as contas e disseram precisar de três dobradinhas nas próximas corridas. A Ferrari tem 134 pontos, um a menos que a McLaren.

Já Hamilton, vencedor no Japão em 2007, se mostrou indiferente em relação à preferência sobre as condições climáticas da prova.

"Correrei na chuva ou em pista seca, não me importo. Para os pilotos, no entanto, sempre é mais fácil correr no seco. E sempre prefiro corridas assim", disse ao site da F-1.

A prova no circuito de Fuji também terá caráter decisivo para os outros brasileiros da categoria. Rubens Barrichello, da Honda, e Nelsinho Piquet, da Renault, ainda não foram confirmados por suas equipes na próxima temporada.

A situação de Piquet é mais complicada, pois seu fraco rendimento em 2008 pôs em risco sua continuação no ano que vem. Um dos favoritos para ocupar o seu lugar na próxima temporada é o também brasileiro Lucas Di Grassi, piloto de testes da Renault e que fez ótima temporada na GP2.

Barrichello, em situação um pouco mais confortável, afirmou que espera ter um bom desempenho no Japão, casa da Honda.

"Como pilotos da Honda, gostamos de ter todo esse apoio no fim de semana. Os fãs são divertidos e também são loucos pela F-1", disse ao site oficial da categoria.

Os treinos livres do GP do Japão estão programados para às 22h desta quinta e 2h de sexta, ambos no horário de Brasília.

Já a definição do grid será às 2h de sábado, enquanto a largada está programada para 1h30 de Brasília no domingo. EFE go/rb/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG