Marulanda, principal líder das Farc,está morto--fonte do governo

BOGOTÁ (Reuters) - O principal líder das Farc, Manuel Marulanda, conhecido como Tirofijo, está morto, disse no sábado uma alta fonte do governo colombiano. Antes da confirmação, o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse à revista colombiana Semana, que o líder rebelde teria morrido, de acordo com uma fonte, e que as autoridades estavam tentando confirmar os detalhes.

Reuters |

A fonte informou às autoridades que Marulanda morreu no final de março, disse Santos em entrevista publicada no site da revista neste sábado.

'Esta é a última informação que temos e estamos confirmando isso agora', disse o ministro quando questionando sobre quando o líder rebelde teria morrido.

Oficiais militares não puderam confirmar imediatamente a informação. Rumores sobre a morte ou doença séria do velho líder rebelde apareceram outras vezes, mas nunca foram confirmadas.

Bombardeios pesados atingiram a área onde oficiais acreditavam que Marulanda estivesse escondido, mas rebeldes disseram que ele teria morrido de ataque cardíaco, disse o ministro sem dar maiores detalhes de como a informação foi obtida.

Marulanda organizou as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em 1960, como grupo de esquerda lutando pela justiça social. Mas após quatro décadas de combate, as Farc têm sido enfraquecidas pela campanha do presidente Alvaro Uribe, como apoio dos Estados Unidos.

Com pouco apoio popular, as Farc têm sido empurradas de volta para florestas e montanhas remotas, mas os rebeldes ainda são uma força poderosa em algumas áreas, ajudados pelos recursos obtidos com o tráfico de cocaína.

Vários comandantes importantes das Farc foram mortos ou capturados recentemente, enquanto o mais antigo grupo guerrilheiro da América Latina enfrenta crescente pressão militar e deserções.

Tentativas de negociar a libertação de reféns das Farc, incluindo a política franco-colombiana Ingrid Bettancourt, continuam em impasse diante da demanda dos rebeldes pela desmilitarização da zona rural para que as negociações prossigam

Ao ser consultado sobre onde poderia estar Tirofijo, Santos respondeu:'Deve estar no inferno...para onde vão todos os criminosos mortos', disse ele segundo a revista.

Santos disse que a informação veio de 'uma fonte que nunca falhou', mas também afirmou não estar ciente da maneira como o líder guerilheiro morreu.

(Reportagem de Javier Mozzo Pena)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG