Marroquino é detido na Espanha por terrorismo

Madri, 5 mar (EFE).- A Guarda Civil espanhola deteve um cidadão marroquino de 21 anos, solicitado pelas autoridades de seu país por suspeita de pertencer a um grupo criminoso que preparava atos terroristas contra pontos turísticos no Marrocos.

EFE |

O detido, identificado como J.M., tinha uma ordem de detenção internacional ditada pela Procuradoria Geral de Rabat no último dia 19, informou hoje o Ministério do Interior espanhol.

Após sua detenção, o suposto terrorista foi colocado à disposição da Audiência Nacional espanhola, que decretou sua prisão.

Em setembro do ano passado, as autoridades policiais marroquinas desmantelaram uma importante rede terrorista de ideologia jihadista, denominada "Fatah al-Andalus", preparada para cometer ações violentas contra alvos governamentais em solo marroquino e pontos turísticos do país.

Nesta operação, foram detidas pelo menos 15 pessoas que mantinham ramificações e conexões com outras células no Marrocos e em outros países.

Segundo as autoridades marroquinas, entre as conexões deste grupo islâmico radical, havia um indivíduo que morava na Espanha e que teria proposto a realização de atentados nesse país.

A Guarda Civil verificou que este indivíduo era J.M., nascido no Marrocos em 1988 e com residência na localidade espanhola de Torreforta.

Em 19 de fevereiro, a Procuradoria Geral de Rabat emitiu uma ordem de detenção internacional na qual acusava J.M. de pertencer a um grupo criminoso que preparava atos terroristas.

Na terça-feira passada, agentes da Guarda Civil espanhola, em coordenação com as autoridades marroquinas, procederam a detenção.

EFE cn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG