Marrocos rompe relações diplomáticas com Irã

O Marrocos decidiu romper suas relações diplomáticas com o Irã, anunciou o ministério das Relações Exteriores nesta sexta-feira em comunicado.

AFP |

Em 25 de fevereiro, Rabat chamou para consultas seu encarregado de negócios em Teerã para protestar contra "colocações inadequadas" do Irã sobre o apoio do Marracos a Bahrein.

No mesmo dia, o chanceler marroquino, Tayeb Fassi Fihri, convocou o embaixador do Irã em Rabat, Vahid Ahmadi, para expressar a "grande supresa" do Marrocos com "algumas colocações inadequedas expressadas em um comunicado oficial iraniano datado de 20 de fevereiro e referente ao apoio marroquino à unidade e à integridade territorial do Bahrein".

Segundo Rabat, o Irã protestou contra a posição marroquina convocando, no dia 20 de fevereiro, o encarregado de negócios do Marrocos no ministério iraniano das Relações Exteriores.

De acordo com fontes oficiais marroquinas, Fihri explicou ao embaixador iraniano que o apoio do Marrocos ao Bahrein se deve "ao compromisso" deste país "com a legalidade internacional, às relações de boa vizinha entre os países e a sua total solidariedade com um Estado irmão, membro das Nações Unidas e ativo na Liga Árabe".

O Marrocos se disse supreso com a reação do Irã, ainda mais porque "a grande maioria dos países árabes compartilhou sua posição", segundo as mesmas fontes.

heg/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG