Marrocos e Polisário aceitam retomar negociação sobre o Saara Ocidental

Dürnstein (Áustria), 11 ago (EFE).- O Governo do Marrocos e a Frente Polisário assumiram hoje o compromisso de dar continuidade, o mais rápido possível, às negociações sobre o status futuro do Saara Ocidental.

EFE |

O anúncio à imprensa foi feito pelo enviado especial das Nações Unidas ao Saara Ocidental, Christopher Ross, após as conversas informais que, pela iniciativa do diplomata, as duas partes em conflito tiveram ontem em Dürnstein (Áustria).

Ross lembrou que o encontro na Áustria, realizado em meio a um clima de "compromisso, franqueza e respeito mútuo", atendeu ao pedido do Conselho de Segurança (CS) da ONU para que os contatos fossem retomados.

O diplomata americano disse que será ele que decidirá, "após consultas a ambas as partes", a data e o lugar da próxima reunião, que ele não especificou se será informal ou parte de um novo processo de negociação.

Os contatos entre o Marrocos e a Frente Polisário estavam estagnados há um ano e meio, quando as últimas conversas fracassaram.

O Marrocos aceita conceder uma "autonomia controlada" ao Saara Ocidental, região anexada depois que a Espanha a abandonou mas que a comunidade internacional não reconhece como parte do território marroquino.

Por sua vez, a Frente Polisário exige a convocação de um plebiscito entre os habitantes do Saara Ocidental que inclua a opção da independência.

Ross assegurou hoje que "todas as partes do problema serão discutidas".

Fontes presentes no encontro disseram que tanto o ministro de Assuntos Exteriores do Marrocos, Taieb Fassi Fihri, como o representante saaráui, Mahfouz Weld Biba, prometeram a Ross "ajudar" no alcance de uma solução. EFE as/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG