Marrocos destinará 76 mi de euros a prevenir gripe suína

Rabat, 4 mai (EFE).- O Marrocos destinará 850 milhões de dirham (76,5 milhões de euros) a medidas de prevenção ao vírus da gripe suína, embora não tenha registrado ainda casos da doença, segundo afirmou hoje o Governo.

EFE |

O montante será usado para reforçar os meios de prevenção e o possível tratamento do vírus, com a compra de remédios e máscaras.

Apesar da ausência de casos da gripe, o primeiro-ministro marroquino, Abbas el-Fassi, disse hoje em reunião extraordinária para estudar o assunto que "a vigilância em todos os postos fronteiriços aumentou".

Foram instaladas portas de detecção térmica e também preparados laboratórios especializados e ambulâncias em portos e aeroportos para a tranferência de possíveis infectados aos hospitais.

Fassi disse que se utilizará um sistema de rastreamento para os passageiros que procedam de países em que foi detectado o vírus em pessoas, de modo a permitir seu acompanhamento diário.

As medidas são adotadas no mesmo dia em que foi registrado o primeiro caso da gripe no norte da África, já que um cidadão italiano, procedente de Londres e México, permanece hospitalizado na cidade espanhola de Ceuta.

Até o momento, mais de mil pessoas em 20 países do mundo foram contagiadas com o vírus da gripe suína, a maioria delas na América do Norte, enquanto em Ásia, Europa e América Latina os casos detectados seguem relacionados com pessoas que viajaram ao México.

EFE alr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG