Marrocos desmantela rede terrorista ligada à Al Qaeda

Rabat, 29 ago (EFE).- Os serviços de segurança marroquinos desmantelaram uma rede terrorista que planejava praticar atentados no Marrocos e tinha estabelecido vínculos operacionais com militantes da Al Qaeda, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

O grupo, qualificado de "perigoso" e batizado como "Fath al-Andalus", era composto por 15 membros e dispunha de produtos químicos e material eletrônico utilizados na fabricação de explosivos, disseram as fontes citadas pela agência "MAP".

Os detidos, que operavam em diferentes cidades do país, planejavam atentados e já foram postos à disposição judicial.

O anúncio do desmantelamento foi feito apenas dois meses depois que as forças de segurança marroquinas acabaram com uma suposta rede terrorista especializada em recrutar voluntários para combater no Iraque e na Argélia para a organização terrorista Al Qaeda.

No início de julho, os agentes detiveram 35 membros dessa suposta rede em várias cidades do país, que segundo fontes policiais, também projetava praticar atos terroristas no Marrocos.

Em 10 de junho, um tribunal da cidade de Salé, próxima a Rabat, condenou a penas de entre um e oito anos os 27 membros da denominada "célula de Tetuán", também acusada de enviar voluntários marroquinos para lutar no Iraque.

Os condenados tinham criado uma estrutura terrorista com ramificações internacionais especializada no recrutamento e envio de voluntários marroquinos para lutar naquele país. EFE mgr/ab/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG