Mario Vargas Llosa diz que Obama deve renovar ajuda dos EUA à América Latina

Frankfurt (Alemanha), 8 nov (EFE).- O escritor peruano Mario Vargas Llosa disse ser necessário que o vencedor das últimas eleições presidenciais americanas, Barack Obama, renove a colaboração dos Estados Unidos com a América Latina.

EFE |

Em um encontro com jornalistas em Frankfurt, Vargas Llosa disse que "Obama não falou muito da América Latina em sua campanha, exceto quando disse que tem muito interesse em que os EUA renovem sua colaboração em todos os campos, e tomara que isso se torne realidade".

Vargas Llosa, que estava em Frankfurt para receber o Prêmio Liberdade 2008 da Fundação Friedrich Naumann para a Liberdade, afirmou que a "América Latina precisa dos EUA do ponto de vista econômico, sem dúvida nenhuma, e também do ponto de vista de uma colaboração política e diplomática".

"A América Latina vive um momento difícil, mas não trágico, ao contrário do que alguns temem", disse o escritor.

"Se fizermos uma comparação entre a América Latina de hoje e de 30 anos atrás, a América Latina está muito melhor. Há poucas ditaduras, efetivamente, só há uma em Cuba, e democracias muito imperfeitas, mas praticamente nunca houve menos ditaduras na história" da região, acrescentou.

Quanto à mensagem de Obama, o escritor peruano ressaltou que "um dos grandes méritos dele é que não fez demagogia com sua condição, não se fez de vítima e não recorreu aos clichês típicos dos políticos negros". EFE aia/fh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG