Marinha dos EUA confirma resgate de capitão e Obama comemora

A Marinha dos Estados Unidos conseguiu libertar um capitão americano mantido em poder de piratas somalis no Oceano Índico, durante uma operação na qual três deles morreram e um quarto foi detido, anunciou o governo dos EUA, neste domingo.

AFP |

O presidente americano, Barack Obama, disse estar "muito feliz" com o resgate do capitão Richard Phillips e pediu esforços para combater os atos de pirataria, informou a Casa Branca, na nota divulgada hoje.

"Estou muito feliz que o capitão Phillips tenha sido resgatado e esteja a salvo, a bordo do 'USS Boxer'", declarou Obama.

A segurança do capitão "foi nossa principal preocupação e sei que isso é um alívio bem-vindo para sua família e para a tripulação", acrescentou.

Phillips, que comandava o navio cargueiro "Maersk Alabama", foi resgatado por forças navais dos EUA às 19h19 (13h19 de Brasília), informou a Quinta Frota da Marinha americana em um comunicado.

O capitão Phillips foi, inicialmente, levado a bordo do navio "USS Bainbridge", antes de ser transferido para o navio anfíbio de assalto "USS Boxer", "onde contatou sua família, recebeu avaliação médica de rotina e está descansando confortavelmente", acrescentou a nota.

Obama garantiu que os Estados Unidos estão "decididos" a combater a pirataria na costa da Somália. "Continuamos decididos a deter o aumento da pirataria nessa região", frisou.

"Para atingir essa meta, devemos continuar trabalhando junto com nossos sócios para prevenir futuros ataques, estar preparados para impedir atos de pirataria e nos assegurar de que aqueles que cometerem atos de pirataria sejam julgados por esses crimes", insistiu o presidente americano.

oh/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG