chefe do chefes de cartéis de drogas do país - Mundo - iG" /

Marinha do México mata chefe do chefes de cartéis de drogas do país

CIDADE DO MÉXICO - Arturo Beltrán Leyva, líder do cartel dos irmãos Beltrán Leyva, que atua no norte do México, foi morto na quarta-feira em uma ação militar em Cuernavaca (centro do país), informou a Secretaria da Marinha (Semar). Por Levya, o governo mexicano oferecia uma recompensa de US$ 1,5 milhão.

AFP |

"Após um intenso confronto entre criminosos do cartel dos Beltrán Leyva e oficiais da infantaria da Marinha do México, Arturo Beltrán Leyva foi morto esta noite", informa um comunicado da Semar.

A troca de tiros também matou outros quatro criminosos. Um deles cometeu suicídio ao se ver cercado por militares.

O enfrentamento que terminou com a morte de um dos homens mais procurados do México aconteceu na tarde de quarta-feira em uma área residencial de Cuernavaca, 90 km ao sul da capital do país.

Canais de televisão exibiram imagens da operação com oficiais da Semar e do Exército nas ruas de Cuernavaca, cidade de 350 mil habitantes e onde muitos moradores da capital têm casas de verão.

A detenção de Arturo Beltrán Leyva, conhecido como 'El Barbas', era uma questão de honra para a polícia e os militares mexicanos.

Uma fonte judicial informou que a organização dos Beltrán Leyva já foi ligada ao cartel de Sinaloa, liderado pelo fugitivo Joaquín "El Chapo" Guzmán, mas a aliança aparentemente foi rompida após a detenção, em janeiro de 2008, de Alfredo Beltrán Leyva, um dos irmãos do cabeça do grupo.

As autoridades acreditam que os irmãos Beltrán Leyva se uniram aos "Zetas", ex-militares recrutados pelo cartel do Golfo.

Para congelar os bens do cartel e facilitar a prisão de seus membros, o governo dos Estados Unidos declarou o cartel dos Beltrán Leyva uma organização criminosa.

Leia mais sobre: México

    Leia tudo sobre: méxicoviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG