Marinha do Equador detém 45 chineses que iam ilegalmente aos EUA

Quito, 15 nov (EFE).- A Marinha do Equador frustrou, na madrugada de hoje, a viagem de 45 chineses que pretendiam chegar em condição irregular à América Central, em um navio pesqueiro, com aparente destino final aos Estados Unidos.

EFE |

Os emigrantes, 16 mulheres e 29 homens, foram detidos por um navio da Marinha equatoriana a 5 milhas (8 quilômetros) de Same, na província de Esmeraldas, na fronteira com a Colômbia, informou o chefe de Comando de Operações Norte, contra-almirante, Eduardo Zurita.

Os chineses, detidos a bordo do navio pesqueiro "Marfer" e interceptados pela guarda-costeira "Ilha Puná", foram levados às autoridades da província de Esmeraldas para avançar nas investigações. EFE sm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG