Marinha dinamarquesa liberta 25 tripulantes de navio sequestrado por piratas

Copenhague, 5 fev (EFE).- As forças especiais a bordo do navio dinamarquês Absalon libertaram as 25 pessoas que estavam em um navio sequestrado por piratas somalis junto à costa da Somália, informou hoje o Comando Operacional da Marinha da Dinamarca (SOK).

EFE |

O navio libertado, chamado "Ariella", tem bandeira de Antígua e Barbuda. Os primeiros chamados de socorro foram recebidas hoje mesmo pelas forças dinamarquesas, informou o SOK.

A tripulação tinha abandonado o convés e estava refugiada em seu interior, enquanto o navio navegava em piloto automático.

Segundo a Marinha dinamarquesa, que as forças especiais do "Absalon" estavam inspecionando o "Ariella", mas não haviam encontrado piratas a bordo até o momento.

É a segunda ação deste tipo da qual o "Absalon" participa nos últimos dias desde que chegou ao Chifre da África há aproximadamente uma semana para fazer parte da operação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no golfo de Áden.

O "Absalon" interveio na madrugada do domingo passado na libertação do cargueiro indiano "Asian Glory" e seus 12 tripulantes.

O navio dinamarquês, que já patrulhou o golfo de Áden em 2008, deve participar das operações antipirataria na região até o final de março e depois novamente de agosto a dezembro.

O "Absalon" assumiu em 25 de janeiro a direção das ações das fragatas da Otan no golfo de Áden. EFE alc/bba

    Leia tudo sobre: piratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG