Marinha da França persegue navio de luxo seqüestrado por piratas

PARIS - A Marinha francesa está acompanhando de perto um navio de luxo que foi tomado por piratas na costa da Somália, mas ainda não tentou interceptar a embarcação, disse um porta-voz militar francês neste sábado. Piratas invadiram o navio Ponant na sexta-feira e fizeram os 30 membros da tripulação, a maioria cidadãos franceses, reféns. Como resposta, o governo francês enviou forças navais para o local.

Reuters |

'O Ponant está navegando perto da costa da Somália. Ele está sendo constantemente seguido e observador por uma embarcação da Marinha francesa', disse o porta-voz das Forças Armadas Christophe Prazuck.

'O barco (da Marinha) está observando o que acontece a bordo do Ponant e está mostrando que nós estamos presentes e constantemente acompanhando o que está acontecendo com nossos compatriotas', disse ele à rádio France Info.

O militar informou que não houve nenhuma tentativa de interceptação ao navio de luxo, que navegava de Seychelles para o Mar Mediterrâneo quando foi tomado no Golfo de Aden.

'Uma vez que os piratas e bandidos estão a bordo do barco, você fica numa situação que é muito parecida com a situação de um refém, que precisa de uma abordagem muito especializada e de pessoas muito bem treinadas', disse ele.

Prazuck disse acreditar que os piratas queiram algum resgate, mas que não sabia se eles teriam feito alguma exigência específica.

O navio de três mastros é de propriedade da Compagnie des Iles du Ponant. A embarcação pode levar 64 passageiros em 32 cabines, mas não tinha nenhum turista a bordo no momento do ataque.

Leia mais sobre: navio seqüestrado

    Leia tudo sobre: navioseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG