Marinha americana reporta caso confirmado de gripe suína

Washington, 5 mai (EFE).- O Departamento de Defesa americano confirmou hoje que um marinheiro do USS Dubuque foi infectado com gripe suína, e que outros 50 membros da tripulação apresentaram sintomas.

EFE |

O navio atualmente se encontra atracado em San Diego, Califórnia.

O comandante Cappy Surette, porta-voz da Marinha no Pentágono, confirmou o caso e, em entrevista, assegurou que o marinheiro "evolui favoravelmente".

Quanto aos outros 50 tripulantes, "estão esperando a confirmação do exame dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês)", disse Surette.

No entanto, segundo explicou, os marinheiros foram colocados sob quarentena e recebem o antiviral Tamiflu, utilizado no tratamento da gripe suína, que também está sendo consumido por 370 marinheiros de forma preventiva.

Embora, por enquanto, ninguém tenha sido hospitalizado, disse, "a Marinha decidiu proceder com muita cautela".

O Departamento de Defesa também informou de outros dois novos casos de gripe suína na base de Infantaria de Marinha Twentynine Palms, na Califórnia, pelo que o número total de casos subiu para três.

Além disso, outros 30 marines que estiveram em contato com eles foram isolados durante cinco dias e colocados sob observação para ver se apresentavam os sintomas.

Nos Estados Unidos, há 403 afetados por gripe suína, distribuídos em 38 estados, segundo o último boletim estatístico do CDC, e já deixou duas mortes no país.

Também hoje, o estado de Nova York confirmou um novo caso da gripe suína no condado de Queens, o que eleva para 91 o total de afetados pelo vírus AH1N1. EFE elv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG