Marines lançam grande ofensiva contra talebans no Afeganistão

Os fuzileiros americanos, reforçados por tropas que chegaram recentemente ao Afeganistão, lançaram na madrugada desta quinta-feira uma vasta operação contra os talebans na província de Helmand, no sul do país, informou um oficial dos Estados Unidos.

AFP |

Reuters
Marine mira rifle enquanto viaja em comboio rumo a reduto do taleban no Afeganistão
Marine mira rifle durante viagem rumo a reduto do taleban no Afeganistão

A operação, denominada Khanjar, tem a participação de cerca de 4 mil soldados americanos e de 600 policiais e militares afegãos, destacou o oficial dos Marines.

A ofensiva, apoiada por cerca de 50 aviões, é a maior operação aerotransportada realizada pelos Marines desde a guerra do Vietnã.

"A operação Khanjar difere das demais já lançadas por sua amplitude e velocidade", declarou o general Larry Nicholson, comandante da força expedicionária dos Marines (MEB) no Afeganistão.

Os Marines devem seguir pelo vale do rio Helmand e penetrar profundamente em zonas controladas pelos talebans, onde as forças internacionais não conseguem se estabelecer.

"É um plano importante, e um plano que apresenta riscos", destacou o general Nicholson em Camp Leatherneck (Afeganistão).

A primeira parte da ofensiva deve durar cerca de 36 horas, e seus principais objetivos são os distritos de Garmsir e Nawa, na zona da fronteira meridional com o Paquistão.

Helmand é a principal província produtora de ópio do Afeganistão, país que responde por 90% da produção mundial desta droga. O tráfico de heroína é considerado a principal fonte de financiamento dos rebeldes.

Oficiais americanos estimam que há entre 300 e 500 rebeldes talebans no distrito de Nawa.

A operação será monitorada do ar por drones, aviões sem piloto.

Leia mais sobre Guerra no Afeganistão



    Leia tudo sobre: afeganistãoeuataleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG