Marine dos EUA é condenado a três anos de prisão por abuso sexual de jovem japonesa

Um marine norte-americano foi condenado nesta sexta-feira a três anos de prisão por uma corte marcial por ter abusado sexualmente de uma adolescente japonesa de 14 anos na ilha de Okinawa (sul do Japão), fato que desencadeou a ira da população local.

AFP |

No entanto, o sargento Tyrone Hadnott, de 38 anos, acabou sendo absolvido das acusações de estupro e seqüestro.

Os fatos se remontam a fevereiro. Hadnott foi preso pela Polícia japonesa por supostos abusos cometidos contra a adolescente em seu carro.

Mais tarde foi posto em liberdade, para a surpresa da opinião pública local, porque a família da vítima retirou sua denúncia para evitar que a adolescente tivesse que suportar a pressão de um julgamento.

O militar foi entregue ao Exército norte-americano para que fosse julgado em Camp Foster, uma base dos marines situada em Okinawa.

Durante o processo, Hadnott admitiu ter acariciado intimamente a jovem, mas negou tê-la violentado.

A corte marcial o condenou a três anos de prisão e a outro ano em condicional.

Na mesma época, outro soldado norte-americano foi preso em Okinawa pelo suposto estupro de uma filipina.

Casos como esses revoltam a população local. Milhares de pessoas protestaram no final de março contra a presença militar norte-americana nesta ilha na parte meridional do Japão.

Mais de 40.000 militares norte-americanos estão mobilizados no Japão como parte de um pacto de segurança. Metade deles se encontra em Okinawa.

Um outro marine dos Estados Unidos foi condenado na semana passada a dois anos de prisão por outra corte marcial por "atos indecentes" cometidos contra uma japonesa, em Hiroshima (oeste).

oh/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG