Marcha pró Zelaya chega a Tegucigalpa

Ao menos três mil pessoas chegaram na tarde desta segunda-feira a Tegucigalpa, procedentes do leste do país, em uma marcha para exigir a restituição do presidente deposto, Manuel Zelaya, comprovou a AFP no local.

AFP |

Liderados pelo padre e ambientalista salvadorenho Andrés Tamayo, os manifestantes vieram do departamento de Olancho e pernoitarão em Cerro Grande, no noroeste da capital, para se somar a outras marchas que seguem para Tegucigalpa.

"Viemos com a cabeça erguida e com a esperança de que vamos obter um único objetivo: o restabelecimento da ordem institucional com o retorno ao poder do presidente Manuel Zelaya", afirmou Tamayo à AFP.

"Se o governo golpista (de Roberto Micheletti) não aceitar a restituição, não haverá eleições. Vamos boicotar as eleições", disse o sacerdote, membro da Frente de Resistência contra o Golpe de Estado.

Micheletti, que assumiu o poder após a queda de Zelaya, em 28 de junho passado, prometeu realizar eleições em 29 de novembro.

nl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG