Marcha para impor lei islâmica reúne milhares no Paquistão

Islamabad, 18 fev (EFE).- Milhares de pessoas marcharam hoje no conflituoso vale paquistanês de Swat, em uma passeata intitulada pela paz, organizada pelo clérigo radical Sufi Mohammed, ex-talibã e responsável por um acordo com o Governo para impor a sharia (lei islâmica) na região, em troca de conseguir pacificá-la.

EFE |

A "caravana pela paz" partiu hoje de Mingora, capital de Swat, para Matta, onde o clérigo deve se reunir com seu genro e chefe da insurgência talibã local, o "maulana" Fazlula, para tentar convencê-lo a entregar as armas.

De longa barba branca, cabelos tingidos de hena e turbante negro, Mohammed levantou há quatro meses um acampamento para exigir a implantação da sharia no povoado de Timergara, de onde partiu ontem para Mingora, à frente de um comboio de 70 veículos.

No caminho, outros 200 veículos de simpatizantes com bandeiras brancas e pretas se juntaram à marcha do clérigo, que prevê chegar ainda hoje a Matta.

O clérigo se mostrou seguro de convencer seu genro a abandonar as armas, agora que o Governo da Província da Fronteira Noroeste (NWFP) garantiu por escrito a implantação de tribunais da sharia em Malakand (que inclui Swat).

Segundo ele, esta medida levará justiça "rápida e barata" à região.

Mohammed, um ex-insurgente talibã que passou seis anos na prisão no Paquistão, já manteve ontem, em Mingora, seus primeiros contatos com as autoridades civis e integrantes da NWFP.

Chefe do grupo fundamentalista Tehreek-e-Nafaz-e-Shariat Muhammadi (TNSM, Movimento para o Reforço da Lei Islâmica), Mohammed foi libertado em 2008 diante da perspectiva de atuar como mediador para resolver um conflito em Swat que já matou cerca de 1.200 civis, segundo dados do ministério do Interior Paquistão.

Por sua vez, os talibãs liderados por seu genro anunciaram no domingo uma trégua de dez dias, enquanto o Exército paquistanês suspendeu ontem sua ofensiva na região, que começou em julho do ano passado. EFE igb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG