A capital americana vai ser tomada por uma multidão na noite de terça-feira com uma série de bailes comemorativos da posse do novo presidente, tradição que será respeitada por Barack Obama e sua esposa Michelle, convidados de honra de dez festas em que estarão presentes os mais importantes políticos, estrelas de Hollywood e as mais variadas celebridades.

Nessa maratona festiva, o casal presidencial irá de festa em festa para marcar presença e dançar pelo menos uma música, como é de praxe.

As recepções são organizadas por cada região do país: são os bailes do Oeste, do Leste, do Sul, e também dos Estados de Obama (Illinois, onde era senador, e do Havaí, onde nasceu) e dos Estados do vice-presidente eleito, Joe Biden (Delaware e Pensilvânia).

Também será celebrada uma festa para os militares e outra para a juventude, esta última reservada a quem tiver entre 18 e 35 anos, uma faixa da população que foi fundamental na vitória de Obama nas urnas.

Para honrar sua promessa de tornar as cerimônias de posse mais acessíveis a todos - uma inovação na tradição dos bailes presidenciais, segundo a equipe de Obama -, o presidente eleito quis organizar, além disso, um "baile de bairro", gratuito para os residentes de Washington, mesmo que com entradas reservadas.

As entradas para os bailes oficiais, que custam, em geral, em torno dos 150 dólares, se esgotaram rapidamente.

"Vai ser quase impossível transitar por esta cidade a menos que seja a pé ou de metrô, por isso nem pensem em suar vestido rodado ou cauda longa", adverte a estilista Lana Orloff, indagada pela AFP, sobrecarregada de encomendas para a grande noite.

Para o "baile de bairro", que será realizado num grande centro de eventos do Congresso, a especialista em moda desaconselha usar vestido soirée. "Seria uma loucura, vai ter muita gente. Todos ou quase todos vão de metrô e ninguém vai prestar atenção no traje ou nos sapatos", assegura.

A apresentadora de televisão Oprah Winfrey comprou seu vestido para a festa de 20 de janeiro muito antes da vitória eleitoral do primeiro presidente negro do país, segundo contou à imprensa sem revelar a cor que escolheu nem o baile ao qual irá. No entanto, como Oprah é originária do Illinois, espera-se que vá à festa organizada por este Estado.

A imprensa também especula que ela poderá ir ao exclusivo "Creative Coalition Ball" (baile da coalizão criativa), onde a entrada por casal supera os 10.000 dólares.

Os músicos britânicos Elvis Costello e Sting se apresentarão ante convidados como o diretor de cinema Spike Lee e a atriz Susan Sarandon.

Cada ato de posse tem seu próprio estilo. Por exemplo, o do atual presidente George W. Bush teve um toque do Texas, com "muitos chapéus imponentes e botas de vaqueiro", segundo um convidado que não quis ser identificado.

"Todo mundo que ser vestir bem para Obama. É algo excitante", afirma Joe Samaha, gerente da loja "Sam's Factory Outlet", onde os trajes por módicos 88 dólares estão vendendo como pão quente.

Mas todos os olhos estarão voltados para o vestido da nova primeira-dama. "Todos os olhares serão para Michelle, estamos impacientes de ver o que ela vai usar, que estilista vai escolher", comentou Orloff.

"Será como ir a um casamento: ninguém quer ofuscar a noiva. Mas use o que usar, ninguém poderá ofuscá-la", acrescentou a estilista.

kdz/cn/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.