Maradona se filia ao peronismo e recebe as boas-vindas de Néstor Kirchner

O ídolo do futebol argentino Diego Maradona - que sempre manifestou sua preocupação com as questões políticas e sociais - se filiou ao peronismo, e recebeu as boas-vindas do ex-presidente Néstor Kirchner em um ato político na noite desta quinta-feira.

AFP |

"Alguns dizem que serei o número 10 do PJ (Partido Justicialista), mas o 10 vai ser Maradona, que se filiou ao justicialismo! Diego, você é o povo", celebrou Kirchner em Ezeiza (periferia sul de Buenos Aires).

Embora nunca tenha se envolvido diretamente na políitca, Maradona sempre se inclinou para o peronismo, mantendo boas relações com Néstor Kirchner e com sua mulher e atual presidente, Cristina Kirchner, a quem chegou a manifestar forte apoio durante a última campanha eleitoral.

"Eu voto em Cristina. Ainda que este país seja um país machista", disse Maradona pouco antes do pleito de outubro, vencido pela candidata peronista com 45% dos votos.

Maradona também tinha uma estreita relação com o ex-presidente Carlos Menem (1989/99), representante da ala liberal do partido, que atualmente é oposição ao kirchnerismo.

jos/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG