Maoístas confirmam ampla maioria parlamentar

Os ex-rebeldes maoístas do Nepal conseguiram nas eleições de 10 de abril mais de um terço do Parlamento, o que confirma seu partido como o principal do país himalaio, após a apuração total dos votos.

AFP |

Os maoístas conseguiram 120 cadeiras no sistema de maioria relativa e 100 por meio da representação proporcional, ou seja, 220 dos 601 representantes da Assembléia Constituinte.

A Assembléia deve abolir a monarquia e redigir uma nova Carta Magna.

O Partido do Congresso Nepalês, que era considerado favorito, elegeu 110 deputados e o Partido Comunista do Nepal conseguiu 103 cadeiras.

dds-sjt/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG