Manuscrito de Mozart é identificado na França

Uma partitura arquivada numa biblioteca de Nantes, na França, desde o século 19, foi identificada como sendo do famoso compositor Wolfgang Amadeus Mozart. O pedaço de papel, com as notas musicais escritas à mão e a tinta já bastante desbotada, foi descrito como uma das descobertas mais importantes da música clássica das últimas décadas.

BBC Brasil |

Um musicólogo alemão disse que a partitura se trata do rascunho de uma composição de música sacra que o compositor nunca concluiu.

De acordo com especialistas, a peça dá uma visão do desenvolvimento do estilo de composição de Mozart e dá indicações do papel que a religião teve no final turbulento da vida dele.

Mozart morreu aos 35 anos de idade, em dezembro de 1791, em Viena.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG