Mantega diz que Brasil crescerá 5% em 2010

Brasília, 4 fev (EFE).- O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que a economia nacional crescerá 5% este ano e que isso significará a decolagem do Brasil em relação a outras nações, que não conseguirão uma expansão dessa magnitude.

EFE |

Segundo Mantega, só Brasil, junto à Índia, à China e a "alguns poucos países a mais", terá em 2010 um "crescimento expressivo", em contraste com as previsões para a União Europeia (UE), de 1%, e o Japão, de 1,7%.

O ministro frisou que, no caso do Brasil, essa expansão é de "qualidade", pois ocorre com a inflação controlada, os indicadores macroeconômicos estabilizados e um forte processo de geração de empregos e distribuição de renda.

Como exemplo, Mantega citou dados recentes, segundo os quais em 2009 foram criados 995 mil empregos formais e, este ano, serão geradas mais 1,6 milhão vagas, segundo uma "previsão conservadora" do Ministério da Fazenda.

"Não em valores absolutos, mas proporcionalmente estamos criando mais emprego que a China", destacou o ministro, que hoje participou de uma conferência na qual foi apresentado um balanço dos primeiros três anos de aplicação do chamado Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Mantega afirmou que essa iniciativa, que prevê investimentos de US$ 250 bilhões em centenas de obras, "foi essencial" para dinamizar a atividade econômica em meio à crise financeira global. EFE ed/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG