Manifestantes tibetanos invadem prédio da ONU em Katmandu

Manifestantes tibetanos invadiram nesta terça-feira um prédio das Nações Unidas em Katmandu, capital do Nepal, para exigir que a organização pressione a China para que o governo comunista ponha fim à repressão no Tibete, anunciou um porta-voz da ONU.

AFP |

AP

"Nove manifestantes tibetanos entraram no prédio das Nações Unidas no momento em que a entrada principal foi aberta para permitir a passagem de um veículo da ONU", declarou John Brittan.

Os manifestantes deixaram o local após terem feito suas exigências, acrescentou Brittan.

"Pedimos à ONU seu apoio para pressionar a China para que os Direitos Humanos sejam respeitados no Tibete, para que os prisioneiros políticos sejam libertados e uma investigação seja realizada sobre a repressão chinesa (no Tibete)", declarou à AFP, Nima Dolkar, uma manifestante tibetana.

No dia 28 de março, um grupo de 18 estudantes bradando "liberdade para o Tibete" já havia penetrado no prédio da ONU.

Pouco antes, dezenas de manifestantes tibetanos, principalmente monges e religiosas, foram interrogados em Katmandu após a dispersão de uma manifestação em frente à embaixada da China pelas forças de segurança, segundo a Polícia nepalesa e testemunhas.

A capital do Nepal é palco de manifestações quase diárias em favor da independência do Tibete desde que teve início em março um movimento de exilados contra "a repressão chinesa" no Tibete.

Saiba mais sobre: Tibete

    Leia tudo sobre: tibete

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG