Manifestantes tentam invadir bairro judaico de Antuérpia

Bruxelas, 31 dez (EFE).- A Polícia e grupos de manifestantes pró-palestinos se enfrentaram hoje no centro da cidade belga de Antuérpia (norte), após vários tentativas destes grupos entrarem no bairro judaico, que estava isolado pelos agentes.

EFE |

Treze pessoas foram detidas e dois policiais ficaram feridos nos confrontos, segundo as autoridades.

A manifestação, convocada pela Liga Árabe Européia (AEL) em um bairro de alta concentração de população muçulmana para protestar contra os bombardeios israelenses na Faixa de Gaza, transcorreu sem incidentes com cerca de 200 pessoas.

No entanto, após a conclusão da concentração, vários grupos de manifestantes incontrolados tentaram penetrar no vizinho bairro judaico da cidade.

A Polícia, que tinha isolado esse lugar, impediu a entrada dos grupos de vândalos, que se retiraram causando destroços em lojas, automóveis, ônibus e bondes, informou a agência "Belga".

Além disso, jogaram pedras e outros objetos nos agentes, que empregaram material antidistúrbios e um helicóptero para dissolvê-los.

Um policial sofreu uma fratura de mandíbula e outro uma lesão em um pé.

Os episódios violentos se acalmaram após a intervenção de um imã que levou os mais exaltados a uma mesquita próxima onde lhes dirigiu a palavra para tranqüilizá-los.

Em Bruxelas, mais de 5 mil pessoas se manifestaram de forma pacífica no centro da cidade para exigir o final dos bombardeios israelenses em Gaza, do embargo contra os palestinos e da violência contra a população civil, informou a emissora de rádio e televisão pública francófona "RTBF". EFE rcf/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG