Manifestantes protestam contra a cúpula do G8 em Sapporo

Toyako (Japão)- Cerca de 250 pessoas fizeram uma manifestação hoje contra a cúpula do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia) no centro de Sapporo, capital de Hokkaido, em meio a um forte esquema de segurança, disse à Agência Efe um testemunha do protesto.

EFE |

Os manifestantes, muitos deles membros de sindicatos internacionais, estavam com cartazes com lemas contra a pobreza e as desigualdades econômicas no mundo, e pediram que os líderes do G8 cumpram seus compromissos com a sociedade.

A manifestação, que começou às 16h (4h de Brasília) no centro de Sapporo, no norte do Japão, se desenvolveu com "muita tensão" entre a Polícia e os manifestantes, segundo a testemunha.

A Polícia não fez nenhuma detenção durante o protesto, que aconteceu um dia antes do início da cúpula que reunirá até quarta-feira os líderes dos EUA, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão e Rússia, assim como representantes da União Européia (UE).

A poucos metros de distância da manifestação, várias pessoas da extrema direita japonesa gritaram mensagens de caráter nacionalista.

Em um palanque improvisado e pisando em uma foto do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, os nacionalistas exigiram a eliminação das bases americanas em território japonês e que Bush viaje a Hiroshima e Nagasaki para se desculpar pessoalmente pelo lançamento das bombas atômicas.

Além disso, exigiram a soberania do Japão sobre as ilhas Curilas, território que o governo japonês disputa com a Rússia.

Cerca de 5 mil pessoas protestaram ontem, em Sapporo, contra a cúpula do G8, em uma manifestação que acabou com a detenção de quatro pessoas, após um enfrentamento violento entre alguns manifestantes e um grupo de policiais antidistúrbios.

    Leia tudo sobre: g8

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG