Manifestantes pedirão retirada de grupo iraniano da lista de terroristas

Bruxelas, 21 dez (EFE).- A comunidade iraniana da Bélgica se concentrará amanhã em frente à sede do Conselho da União Européia (UE) para pedir a retirada imediata do grupo opositor iraniano Mujahedin-e Khalq (PMOI) da lista européia de organizações terroristas.

EFE |

Às 11h, está convocada uma manifestação em protesto "pelo desafio da França", país que preside a UE até o final do mês, a uma sentença do Tribunal de Primeira Instância que dava a razão ao PMOI, segundo um comunicado divulgado hoje pelos manifestantes.

Esta corte anulou, no último dia 4, a inclusão do grupo na lista e pediu que desbloqueassem os fundos do PMOI em território europeu, mas a UE ainda não tomou medidas.

O Tribunal de Primeira Instância considerou também que o Conselho violou o direito à defesa do grupo opositor iraniano, ao não comunicá-lo os motivos pelos quais o incluíam na lista.

Os manifestantes advertem à UE que, se continuar adiando a decisão, estará contribuindo para uma "catástrofe humanitária" contra a resistência iraniana, o que provocaria "um grande escândalo político na Europa". EFE mrn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG