Manifestantes pedem boicote ao New York Post após charge racista

Centenas de manifestantes defenderam nesta sexta-feira um boicote ao jornal New York Post, que publicou uma charge racista comparando o presidente americano, Barack Obama, a um macaco.

AFP |

"Não comprem o Post, vamos fechá-lo!" - gritaram os manifestantes diante do prédio da News Corporation, a empresa de Rupert Murdoch, proprietária do jornal, que publicou a charge na quarta-feira passada.

O desenho, que saiu na página 12 do jornal, mostra um policial matando um macaco, numa referência ao episódio ocorrido na última segunda-feira em Connecticut, quando um oficial liquidou um macaco que atacou e feriu gravemente uma mulher.

Na charge, outro policial comenta: "Eles vão precisar encontrar outro para redigir o próximo projeto de lei de estímulo (econômico)".

O New York Post desculpou-se hoje pela publicação da charge, admitindo que o desenho pode ser percebido por algumas pessoas como "expressão levemente velada de racismo".

O diretor de cinema Spike Lee, um dos líderes da manifestação, afirmou que a charge "é um insulto a todo mundo".

Um abaixo-assinado que já reúne mais de 4 mil firmas pede aos anunciantes que retirem sua publicidade do Post caso o chefe de redação não seja demitido.

ltl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG