Manifestantes lançam preservativos a peregrinos católicos em Sydney

Cerca de 500 manifestantes lançaram neste sábado preservativos a peregrinos católicos que participam das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) em Sydney, em protesto contra a oposição da Igreja à contracepção, enquanto cantavam Papa, vire homo, homossexual é fenomenal.

AFP |

Os jovens peregrinos se dirigiam ao hipódromo para participar de uma vigília até domingo, quando o papa Bento XVI encerrará as jornadas com uma grande missa.

Quando atravessavam um bairro freqüentado por homossexuais os manifestantes lançaram preservativos para eles cantando "o Papa está errado, use camisinha".

Um travesti vestido de rosa, chamado de "Papa Alicia", caminhava em meio aos jovens, enquanto outros participantes vestiam camisas com os slogans "Graças a Deus sou ateu" e "Abençoe-me Papa porque sou homossexual".

A Polícia formou um cordão de isolamento para separar os manifestantes dos peregrinos que pareciam não estar incomodados. Muitos deles faziam o sinal da paz ao passar.

"Têm o direito de defender seus pontos de vista, vivemos em uma democracia", indicou Ruud, um peregrino holandês de 15 anos.

Para finalizar seu protesto, os manifestantes pretendiam realizar um concurso de beleza para eleger o "Jesus mais charmoso".

O Tribunal Federal revogou esta semana uma lei que pretendia evitar qualquer tentativa de "perturbar" os 215.000 participantes das jornadas, concedendo poderes especiais à Polícía para prender as pessoas que atrapalhassem as celebrações dos peregrinos.

cmc-ns/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG