Manifestantes indígenas chegam a Cali para dialogar com Uribe

Bogotá, 25 out (EFE) - A grande passeata indígena chegou hoje à cidade de Cali com mais de 40 mil manifestantes que caminharam 100 quilômetros para se reunir amanhã com o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, e exigir dele o fim da violência contra suas populações e reivindicar terras que consideram de seus ancestrais. Membro do Conselho Regional Indígena do Cauca, Feliciano Valencia afirmou à Agência Efe que, ao encontro de amanhã com Uribe, chegarão mais de 50 mil pessoas, entre nativos, sindicalistas, caminhoneiros e cortadores de cana-de-açúcar, em greve desde 15 de setembro. Já estamos em Cali e ficaremos na Universidad del Valle, onde descansaremos e nos prepararemos para o dia de amanhã, disse. Os indígenas esperam se reunir com Uribe às 9h (12h em Brasília) para negociar uma agenda de cinco pontos, entre eles o grave problema de violação dos direitos humanos e a crise humanitária vivida por todas as populações indígenas. Além disso, exigem a anulação de algumas iniciativas legislativas que atentam contra a integridade territorial, trabalhista e cultural dos povos e em rejeição à assinatura de tratados de livre-comércio pelo grave e nocivo que são esses tipos de acordos, acrescentou Valencia. Outro dos pontos é o cumprimento no tema das terras, território, ressarcimento e reparação integral, além de medidas de proteção para a comunidade perseguida e uma agenda para continuar caminhando por todo o país. Valencia disse que caso não haj...

EFE |

Os manifestantes também estão preocupados com várias das 102 populações indígenas que correm risco de desaparecer na Colômbia.

Desse total, 18 têm menos de 200 habitantes e dez não chegam aos 100 indivíduos. EFE fer/wr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG