Manifestantes incendeiam prédio público na Costa do Marfim

ABIDJAN (Reuters) - Manifestantes do oeste da Costa do Marfim incendiaram um prédio do governo local nesta terça-feira durante manifestação contra o processo de registro dos eleitores para as eleições já muito atrasadas. Testemunhas disseram que mais de mil manifestantes marcharam pela cidade de Vavoua enquanto forças de segurança locais tentaram, sem sucesso, dispersá-los com tiros ao ar.

Reuters |

Vavoua está na metade da Costa do Marfim administrada pelo grupo rebelde Nova Força desde que uma guerra em 2002-2003 dividiu o maior produtor de cacau do mundo em dois.

"A situação está calma agora, mas os manifestantes incendiaram a sub-prefeitura e também tentaram queimar a câmara municipal antes que interviemos para impedi-los", disse um oficial de segurança da Nova Força, o tenente Ouattara Bemba.

"Eles estão dizendo que estão insatisfeitos com a forma que o governo está lidando com a lista eleitoral", disse.

Tensões políticas estão aumentando à medida que a ex-gigante econômica da África Ocidental parece estar prestes a ultrapassar novamente o prazo para realizar as eleições presidenciais, necessárias para por fim a anos de crise política.

(Reportagem de Ange Aboa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG