Manifestantes ignoram conselho de Moussavi e protestam em Teerã

TEERÃ - Milhares de seguidores do líder opositor Mir Hossein Mousavi protestaram nesta terça-feira nas ruas de Teerã, apesar do conselho do ex-ministro para que permanecessem em casa.

Redação com agências internacionais |

Segundo os jornalistas iranianos que acompanharam os eventos, várias pessoas desfilaram pacificamente pela avenida Valy-e Asr, principal via da cidade, em direção à praça de Vanak, no norte da capital. As testemunhas afirmam que, como na segunda-feira, as filas se estendiam por vários quilômetros.

Quase em silêncio, levantavam os braços e faziam o sinal da vitória, enquanto carregavam cartazes brancos com o nome do candidato reformista que denunciou fraude nas eleições da última sexta-feira.

A manifestação, que não tinha sido autorizada, não pôde ser acompanhada pela imprensa internacional , pois o Ministério de Orientação e Guia Islâmica cancelou as permissões desses meios de comunicação para informar na rua e advertiu que não podem cobrir eventos que não tenham uma autorização especial.

Na segunda-feira, Moussavi conseguiu convocar cerca de um milhão de pessoas na mesma região, concentração que acabou com sete pessoas mortas , dezenas de feridos e centenas de detidos pela intervenção das forças de segurança.

Manifestação pró-Ahmadinejad

Quase ao mesmo tempo, milhares de seguidores do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, acusado de fraude, protestaram no sul da cidade.

A emissora, controlada pelo líder supremo da Revolução, aiatolá Ali Khamanei, qualificou a passeata de "concentração pela unidade" e assegurou que do ato participaram milhares de pessoas procedentes "de todas as camadas da sociedade".

No entanto, durante a transmissão televisiva apenas foram mostrados planos fechados, que não permitiam saber qual o real tamanho da concentração na praça de Valy-e Asr, situada no centro de Teerã e epicentro da manifestação.


TV estatal exibe imagens do ató pró-Ahmadinejad / AFP

A manifestação desta terça-feira foi anunciada no início da manhã, para um horário pouco antes do que o partidários do candidato Mir Hossein Mousavi haviam programado outro protesto.

Leia também:

Leia mais sobre: Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG