Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Manifestantes enfrentam policiais durante protesto em apoio a Karadzic

Cerca de 200 jovens entraram em confronto com policiais durante manifestação de apoio a Radovan Karadzic, organizada nesta terça-feira no centro de Belgrado. A confusão começou por volta das 21h45 local (16h45 de Brasília). Os policiais usavam bombas de gás lacrimogêneo e manifestantes, alguns mascarados, atiravam pedras contra as forças da ordem, bloquearam a rua com barricadas e quebraram várias vitrines. A manifestação reuniu mais de 16 mil pessoas, segundo a polícia. Pelo menos 46 pessoas ficaram feridas, sendo 25 policiais e 21 civis. Um agente e um manifestante permanecem hospitalizados.

Redação com agências internacionais |


O canal de TV sérvio B-92 mostrou imagens de um policial ferido sendo transportado por seus colegas até uma ambulância. As forças da ordem também atiraram com balas de borracha nos manifestantes.  

A participação de aproximadamente 16 mil pessoas, segundo a Polícia, é bem menor que o esperado pelo SRS, cuja previsão era de "dezenas de milhares" de presentes.

Os manifestantes protestavam contra a prisão e o traslado para o Tribunal Penal Internacional (TPI) de Haia do ex-líder político servo-bósnio Radovan Karadzic, além de criticarem o presidente pró-europeu Boris Tadic por ter ordenado a prisão.


Cerca de 200 manifestantes enfrentaram policiais no centro de Belgrado/AP

A concentração começou pouco depois das 19h (15h de Brasília), na praça da República, no centro da capital sérvia.

Importantes efetivos das forças de segurança foram enviados para o local, para evitar confrontos. Várias embaixadas da região, principalmente de Estados Unidos e Croácia, estão sob proteção especial, assim como a sede da televisão sérvia.

A tensão estava presente, porém, no local da manifestação, com a chegada de um grupo de 100 a 150 jovens, muito agressivos, que levavam uma grande bandeira sérvia e uma foto de Radovan Karadzic.

"Vamos matar todos", dizia um cartaz, enquanto em outro podia-se ler "Boris Tadic, a Sérvia prepara seu enterro, você está acabado".


Milhares de manifestantes protestam em Belgrado / AP

O protesto foi organizado pelo Partido Radical Sérvio, com apoio do ex-primeiro-ministro nacionalista Vojislav Kostunica. O irmão de Karadzic, Luka, também participou.

"Obrigado por terem vindo tão numerosos para mostrar que a Sérvia não está morta", gritou um dos dirigentes dos radicais sérvios, Aleksandar Vucic.

Antes do protesto, primeira demonstração de força contra a prisão de Karadzic, Vucic havia declarado à imprensa que "o protesto é contra o regime traidor e ditatorial" de Tadic.

Em entrevista à rádio B92, o presidente Boris Tadic comentou que "é incrível que as pessoas protestem contra o respeito da lei".

"Todo mundo tem direito de protestar, mas a lei tem de ser respeitada. Eu apóio o direito de se manifestarem, mas tem de haver ordem", acrescentou.


Policiais garantem a segurança da manifestação em Belgrado / AP

Esta deve ser a maior manifestação realizada em Belgrado desde fevereiro, quando cerca de 150.000 pessoas protestaram contra a declaração de independência de Kosovo em relação à Sérvia.

Karadzic resiste a ser transferido para Haia, onde é acusado de ter desempenhado um papel crucial no sítio a Sarajevo e o massacre de 8.000 muçulmanos em Srebrenica, a maior atrocidade desse tipo cometida na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Quem é Radovan Karadzic?

Karadzic foi indiciado por planejar o massacre de cerca de oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica e pelos 43 meses de cerco a Sarajevo, onde mais de 11 mil pessoas morreram em virtude dos bombardeios, disparos de franco-atiradores, desnutrição e falta de atendimento médico.

Pouco se sabe sobre o que o ex-líder fez nos anos que ficou foragido. Relatos nunca confirmados dão conta de que se disfarçou de padre ortodoxo e morou em monastérios, levando uma vida secreta sob a proteção de nacionalistas radicais presentes no Exército e na polícia.

Nos últimos anos, passou a viver na capital sérvia usando um nome falso, fingindo ser um praticante de medicina alternativa e usando barba longa, cabelo comprido e óculos grossos para esconder o rosto. Muitos nacionalistas consideram-no um herói vitimado pela propaganda anti-Sérvia.

Com informações da AFP e da EFE

Clique na imagem e veja o infográfico sobre Radovan Karadzic
Imagem mostra Karadzic barbudo para não ser reconhecido

 

Leia mais sobre: Radovan Karadzic

Leia tudo sobre: radovan karadzic

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG