Manifestantes curdos enfrentam a Polícia em aniversário de Abdullah Ocalan

Istambul, 4 abr (EFE).- Cerca de mil manifestantes curdos, que poderiam ser até 10.

EFE |

000, segundo os organizadores do protesto, enfrentaram a Polícia na província turca de Sanliurfa, informou a televisão turca "NTV".

O protesto foi organizado por nacionalistas curdos em coincidência com o aniversário de Abdullah Ocalan, fundador do grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), considerado terrorista por Turquia, Estados Unidos e União Européia.

Segundo a agência pró-curda "Firat", a manifestação tinha como objetivo protestar contra as condições de reclusão de Ocalan, que está na ilha prisão de Imrali.

As forças de segurança turcas impediram que os manifestantes chegassem até a localidade onde Ocalan nasceu, já que a delegação do Governo proibiu todos os atos reivindicativos entre os dias 3 e 6 de abril, por causa da operação militar implementada estes dias contra o PKK na região.

Abdullah Ocalan foi detido no Quênia em 1999, em uma operação conjunta entre os serviços secretos da Turquia e Israel. EFE Amu/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG