Manifestantes bloqueiam trem militar no norte da Tailândia

Bangcoc, 22 abr (EFE).- Um grupo de 500 camisas vermelhas, partidários do ex-primeiro-ministro tailandês Thaksin Shinawatra, bloqueou um trem que transportava 50 soldados e 20 veículos militares na estação de Khon Kaen, indicaram hoje as autoridades.

EFE |

Os "camisas vermelhas" colocaram ontem à noite um tronco e um grande tubo de cimento na via e bloquearam a passagem do trem por medo de que os soldados se dirigissem a Bangcoc, para dispersar os manifestantes antigovernamentais que ocupam algumas ruas do Centro da cidade há mais de um mês.

As autoridades indicaram que os 50 soldados estavam em um acampamento no norte do país e se dirigiam à conflituosa província de Pattani, de maioria muçulmana e situada no sul.

Apesar de os militares terem insistido em que faziam parte do revezamento de tropas desdobradas no sul do país, os manifestantes se negaram a permitir que continuassem a viagem, e passaram a noite na estação.

Após três rodadas de negociações infrutíferas entre as duas partes, a Polícia provincial pediu reforços dos agentes antidistúrbio para dispersar os manifestantes.

Este foi o primeiro protesto relevante dos "camisas vermelhas" fora de Bangcoc, apenas algumas umas horas depois de os líderes da Frente Unida para a Democracia e contra a Ditadura rejeitarem a oferta do Governo de dissolver o Parlamento em julho.

Os "camisas vermelhas", que devem marchar hoje até a sede das Nações Unidas, fortificaram suas posições na parte antiga de Bangcoc, em uma tentativa de evitar que os corpos de segurança tentem dissolver os protestos. EFE tai/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG