Manifestantes bloqueiam passagem de Gaza para exigir libertação de soldado

Jerusalém, 23 jun (EFE).- Centenas de manifestantes bloquearam hoje as principais passagens fronteiriças com a Faixa de Gaza para exigir a libertação do soldado israelense Gilad Shalit, em cativeiro no território palestino há três anos.

EFE |

Segundo a imprensa local, os manifestantes interceptaram as estradas de acesso às passagens de Karni, Erez e Kerem Shalom, por onde entra a ajuda humanitária na faixa, e exigiram que o movimento islamita Hamas dê sinais de que Shalit está vivo ou permita que ele seja visitado por representantes da Cruz Vermelha.

Shalit foi capturado por três grupos armados palestinos, entre eles a milícia do Hamas, no dia 25 de junho de 2006, em uma incursão fronteiriça em Israel na qual morreram outros dois militares.

Desde então, Israel aplica um severo bloqueio ao território palestino, e só permite a entrada de produtos de necessidade básica e em quantidades muito limitadas.

As manifestações impediram hoje a entrada dos caminhões com abastecimento para Gaza, assim como a de membros de organizações internacionais e qualquer veículo que se aproximasse da região, disseram à Agência Efe testemunhas.

"Bloqueamos as passagens com a esperança de que isso transmita uma mensagem ao outro lado, que é a de que sem um sinal de que Gilad está vivo, intensificaremos nossos protestos", disse David Gilboa, membro de uma das organizações que convocaram o protesto. EFE elb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG