Manifestantes antiaborto interrompem discurso de Obama em universidade católica

Quatro homens gritando slogans antiaborto interromperam o presidente americano, Barack Obama, durante seu discurso em uma universidade católica neste domingo.

AFP |

Ao entrar no auditório da Universidade Notre Dame, em Indiana, Obama foi recebido com uma longa ovação pela turma de formandos à qual ele dirigiria seu discurso.

O primeiro manifestante interrompeu o presidente logo no início da fala, os outros três começaram a gritar em seguida.

Um deles dizia "pare de matar bebês", enquanto outro repetia "aborto é assassinato".

Os quatro foram rapidamente dominados e levados para fora do auditório pela polícia, sob fortes vaias da platéia, que também começou a repetir em uníssono o famoso slogan de campanha de Obama, "Yes we can" ("Sim nós podemos").

Em seu discurso, o presidente fez um apelo a defensores e opositores do aborto a "abrir a mente".

"Quando abrimos nossos corações e espíritos para os que não pensam como nós, descobrimos pelo menos a chance de um compromisso", disse Obama.

"De certo modo, os pontos de vista das duas partes são irreconciliáveis", destacou, afirmando que "cada parte seguirá propondo seu ponto de vista com paixão e convicção. No entanto, não há dúvidas de que podemos fazer isso sem reduzir as opiniões de nossos opositores a caricaturas".

Leia mais sobre: Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG