Manifestações em capitais convocadas pelo Twitter pedem renúncia de Sarney

Rio de Janeiro, 15 ago (EFE).- Uma série de pequenas e simultâneas manifestações nas principais cidades do Brasil exigiu hoje a renúncia do presidente do Senado, José Sarney, alvo de várias acusações de corrupção e irregularidades.

EFE |

As manifestações, que reuniram principalmente estudantes convocados pela rede social virtual Twitter, aconteceram em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Recife e Curitiba.

Os organizadores disseram ter promovido manifestações e marchas em pelo menos 13 capitais.

A maioria dos atos de protesto reuniu apenas 200 pessoas e transcorreu sem incidentes, com a exceção de um protesto em Brasília que foi reprimido pela Polícia, já que os manifestantes tentaram escalar a rampa que leva à sede do Senado.

Os manifestantes, em sua maioria vestidos de preto, levavam cartazes com frases como "Fora Sarney", "Lugar de corrupto é na prisão" e "Reforma política já", além de bandeiras de centrais sindicais.

Sarney se tornou alvo das principais manifestações contra a corrupção no Brasil, já que, apesar das várias denúncias contra ele, o presidente do Senado insiste em permanecer no cargo.

Apesar de parlamentares de oposição terem apresentado um total de 13 denúncias sobre diferentes irregularidades atribuídas a Sarney para obrigar o Congresso a abrir uma investigação contra o senador, a Comissão de Ética do Senado arquivou todas elas sem analisar seu mérito.

Uma das manifestações deste sábado reuniu cerca de 100 pessoas próximas à sede do Senado, em Brasília, já que a Polícia montou barreiras para impedir a aproximação dos estudantes e funcionários públicos ao local. EFE cm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG